Eficiência da gestão pública municipal com base nos indicadores de desempenho dos últimos 10 anos: caso de Rio Bonito/RJ em relação ao ranking estadual

Maria Fátima Carvalho, Luciana Brandão Mascarenhas

Resumo


RESUMO

 

O presente estudo busca promover uma análise da eficiência na gestão municipal a partir da análise das contas públicas com base nos relatórios de execução orçamentária e dados do tribunal de contas do Estado do Rio de Janeiro, levando em conta o Princípio da Eficiência e a Lei de Responsabilidade Fiscal inseridos no contexto da administração pública para o município de Rio Bonito/RJ. Dessa forma o objetivo geral do estudo é verificar a eficiência da gestão pública municipal a partir da análise da execução orçamentária e dos indicadores econômicos oficiais nos últimos 10 anos. O método utilizado foi a pesquisa bibliográfica associada a uma pesquisa exploratória para análise comparativa do ranking dos municípios com melhor desempenho no Estado com o propósito de identificar os fatores que contribuem para o desempenho econômico do município e se obter um diagnóstico que visa à aferição da efetividade da gestão administrativa do município de Rio Bonito/RJ. Os resultados indicam que os problemas de gestão, se devem não somente à qualificação técnica dos servidores públicos do município, mas também por adoção de estratégias políticas equivocadas. As conclusões do estudo indicam para a necessidade de qualificação de servidores e a adoção de um modelo de administração pública mais gerencial alinhado com o princípio da eficiência.


Palavras-chave


Desempenho Econômico

Texto completo:

PDF [Português Brasil]

Referências


BRASIL. Constituição Federal de 1988. Disponível em: . Acesso em: 03/04/2018.

BRASIL. Emenda Constitucional nº 19, de 04 de junho de 1998: Modifica o regime e dispõe sobre princípios e normas da Administração Pública, servidores e agentes políticos, controle de despesas e finanças públicas e custeio de atividades a cargo do Distrito Federal, e dá outras providências. 1998. Disponível em: . Acesso em: 17/06/2018.

BRASIL. Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000: Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências. 2000. Disponível em: . Acesso em: 03/04/2018.

BRASIL. Lei nº 10.257, de 10 de julho de 2001: Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. 2001. Disponível em: . Acesso em: 03/04/2018.

BRASIL. Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011: Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. 5o, no inciso II do § 3o do art. 37 e no § 2o do art. 216 da Constituição Federal; altera a Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a Lei no 11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei no 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 03/04/2018.

CGU. Panorama dos Governos Municipais: Escala Brasil Transparente - 3.ª avaliação. 2017. Disponível em: . Acesso em: 17/06/2018.

FIRJAN. Índice FIRJAN de Gestão Fiscal (IFGF). 2017. Disponível em: . Acesso em: 10/06/2018.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Panorama do estado do Rio de Janeiro. 2017. V 4.3.8.5. Disponível em: . Acesso em: 29/05/2018.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Panorama do município de Rio Bonito. 2017. V 4.3.7.1. Disponível em: . Acesso em: 16/04/2018.

MANUAL TECNICO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO ACADEMICO (Ênfase para Artigo) v. 1.01. Faculdade Cenecista de Itaboraí. Rede CNEC: Itaboraí, 2017.

MENDONÇA, Gilson Martins. Função Social da Cidade e da Propriedade: Um Novo Paradigma para a Gestão Urbana. Breves Comentários sobre sua Base Legal. 2006. Disponível em: . Acesso em: 10/04/2018.

MILHOMEM, Ceila Mendonça; KAMIMURA, Quésia Postigo. A administração pública municipal voltada para o desenvolvimento sustentável. 2011. XV Encontro Latino-Americano de Iniciação Científica. XI Encontro Latino-Americano de Pós-Graduação. V Encontro de Iniciação Científica Júnior. Disponível em: . Acesso em: 10/04/2018.

PIRES, Valdemir. Orçamento Participativo: o que é, para que serve, como se faz. Barueri-SP: Ed. Manole, 2001. 149 p. Biblioteca Virtual da Pearson Education. Disponível no . Acesso em: 17/04/2018.

SENADO FEDERAL. Glossário: Restos a pagar. [s/d]. Disponível em: . Acesso em: 10/06/2018.

SILVA, José Afonso da. Comentário contextual à Constituição. 4. ed. São Paulo: Malheiros, 2007.

TCE-RJ. Estudos Socioeconômicos dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro. 2017. Secretaria Geral de Planejamento. Disponível em: . Acesso em: 30/05/2018.

TCE-RJ. Plano Estratégico 2016-2019: Juntos construímos um futuro melhor. 2016. Disponível em: . Acesso em: 11/04/2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2595-8364